18 outubro 2007

Ódios de estimação

Entre o rant e o disparate, aqui ficam os meus ódios de estimação:

Organizações religiosas no geral: Mas com a Igreja Católica Apostólica Romana à cabeça. Vê-se ao longo de milhares de anos que as organizações religiosas são mais atentas às suas necessidades do que às dos crentes. Acredito que não são mais do que opinion-makers da moralidade bacoca. Respeito a fé das pessoas, seja no que for, todos precisamos de algo que nos conforte e faça mover, mas as organizações religiosas não respeitam a individualidade, a discussão de ideias e o progresso humano.

Comunicação social: Já repararam que as notícias já não são noticias? Que se trocou o quem-como-quando-porquê por textos formadores de opinião? A grande maioria da comunicação social esqueceu a essência insípida da notícia. É verdade que noticiar é maçador e na prática não traz notoriedade nem shares, mas de que vale receber informação se esta é tratada ao sabor das correntes de opinião? Isso deveria ser deixado para a reportagem, para a crónica ou para o artigo de opinião, mas não, oferecem-nos de bandeja, a troco de percentagens de share comunicação deturpada e facciosa.

E os vossos ódios de estimação... quais são?

8 comentários:

KosmiCKhaoz disse...

Produtores de jogos!!!

Agora a sério, eu concordo com os teus e ainda podia adicionar velhotes de café... mas neste momento tenho de trabalhar, tenho um produtor que é uma besta!!!

Vlad disse...

Os produtores são umas bestas! São o clero dos videojogos! Gritam e espernejam e nunca estão contentes os camelos!

PRE disse...

Hum... o que e´que faz um produtor?

KosmiCKhaoz disse...

"Gritam e espernejam e nunca estão contentes os camelos!"

É mesmo só isso...

elf_maniac disse...

Epah realmente eu acho que concordo contigo em ambos os casos.
Eu até acho que ter uma relegião é engraçado. Temos sempre alguem para culpar, temos tipo tradições que são monotonias que nos levam ao paraiso e coisas assim.. Agora as organizações relegiosas já acho que não sejam taõ fixes. As instalações normalmente são frias. Pedem dinheiro para produtos que nunca recebemos. Vendem-nos coisas que não nos conseguem mostrar. Pah: Deus criou a terra? Mas há algum documento escrito de alguem que comprove que isso tenha-se passado? e já agora, porque razão hei-de acreditar nesse documento?
A comunicação também é uma coisa que eu adoro. Eu acho estraordinário o que se tem passado ultimamente. Penso que deviam continuar a falar da Madeline por várias razões. 1º Há gente que pode ter acolhido a menina que fugiu de casa e ainda não a ter visto na televisão. 2º No caso de raptada.. Epah imaginem que quem a raptou necessita de umas férias, é preciso saber-se se estão a ocorrer investigações secretas naquela área ou não.

Também nunca percebi o que faz um produtor...

Mestre do pito disse...

Relegião só é boa se fores MESMO MUITO ignorante. MAS MESMO MEMSMO. e vivas isolado numa aldeia do interior com mais um par de velhotes. ah sim, só faz sentido se fores velhote. antes nao. o que torna dificil a que se nao te fez sentido, passe a fazer depois. é como as mulheres. ao inicio nao fazem sentido nenhum. so fazem quando já somos velhos e cometemos os erros todos. tou a ver o cota "eish!! nao se podia ter sexo antes de casar? ui onde isso ja vai..."

Vlad disse...

Só sei é que ainda ninguém disse quais são os seus ódios de estimação.

Um produtor é o gajo responsável pela ligação entre os vários pontos do produto-jogo. É uma espécie de super gestor de projecto, com ainda mais mau feitio.

Raistlin disse...

Ódios de estimação? Caniches. Não tanto os caniches, mas as pessoas que realmente acham que é boa ideia tosquiarem-nos aos ponpons, perfumá-los e pintá-los de côr-de-rosa.