07 setembro 2007

Tocaram à campaínha...

Tocaram à campainha... eu estava no escritório, fui até à janela e vi uma jovem lá em baixo. Jovem demais para em condições normais para a sociedade actual ser casada ou para ter filhos, mas que deve ter arranjado um emprego de verão ou um part-time para ganhar algum dinheiro.

Fui ao inter-comunicador e disse: "Boa tarde, faz favor..."

Do outro lado do fio, uma voz firme e simpática mas meiga respondeu: "Boa tarde, represento a empresa X e estamos a apresentar os nossos produtos a famílias com filhos."

Respondi com uma voz igualmente simpática: "Não temos filhos."

Conforme a informação soou no pequeno altifalante lá em baixo respondeu a voz simpática: "Então, pronto, estamos despachados. Boa tarde para o senhor." E foi à vida dela e fez bem.

Pobre miúda não sabe, mas não é o dia-a-dia que me custa, são estas pequenas coisas... estas futilidades do quotidiano que doem. Não temos filhos... estamos despachados... na verdade ainda nem começámos.

Mas ela não sabe...

1 comentário:

catinha28 disse...

Todas aquelas questões que nos levam a responder:não temos filhos,custa...custa muito.Penso sempre para comigo:Quando será que vou ter?...

Bom...mas vamos ter e o resto é conversa...
Beijos
Catinha