15 outubro 2007

Cão vs. Traseiras

Estou a colocar isto para ver se alguém me arranja uma explicação lógica. Bem sei que os cães assimilam de tal forma o comportamento dos donos que conseguem entender e até antecipar determinados eventos. Consigo ver isso no meu e acredito que quem os tenha consiga ver no seu. Mas este comportamento ultrapassa a lógica.

Sempre que eu e a Sónia saímos deixamos o Giga nas traseiras da casa. Sempre que vamos sair os dois, descemos a escada até à garagem e o estafermo do cão NÃO VEM! Não há volta a dar, tenho sempre de voltar a subir as escadas para o encontrar com aquele ar de cachorro abandonado como se suplicasse para não o deixarmos sozinho. Ou seja, se ambos descermos as escadas para sair, ele não desce e fica triste.

Este comportamento seria fácil de entender se sempre que descemos as escadas o Giga ficasse lá ao topo, com aquele focinho de que toda a gente lhe deve e ninguém lhe paga.

Mas não, se eu e a Sónia descermos as escadas sem o propósito sairmos os dois e deixá-lo nas traseiras... ele vem connosco, alegre e contente de rabinho a-dar-a-dar. Já pensei que fosse do que tínhamos vestido, calçado, do que trazíamos nas mãos, mas não há nada que eu consiga identificar que justifique ele saber, sem sequer perder tempo para observar, que não vamos sair os dois e que ele não vai para as traseiras.

Explicações?

4 comentários:

PRE disse...

Com o meu Newton passa-se exactamente o mesmo. Ele parece que *sente* quando vai ficar sozinho. Às vezes ainda nós nos estamos a preparar e já o pulguento está a choramingar.

Vlad disse...

Sabes que já pensei se largo umas bufas antes de sair... se será por isso que ele sabe.

A minha mulher sabe! Às vezes até diz: "Xiii que fedor, também vens é?"

j/k

Mestre do pito disse...

Passou há um par de dias no segundo canal um documentario exactamente sobre isso. a relação dos donos com os seus animais.

como por exemplo o cão que estava dentro de casa, e á mesma hora que o dono se levanta da secretaria para voltar para casa no fim do trabalho, o cão sai de casa para esperar por ele. independendemente da hora, ja que variava, e sem que houvesse qualquer sinal tipo telefonemas ou alguem chegar qq coisa.
ou a dona do papagaio que via imagens, e noutra sala, sem ver, o papagaio soltava palavras ligadas com essa imagem!!! sabem o que vos digo? BRAIN WAVES!!! \ ºOº /

Vlad disse...

Já tinha saudades tuas oh mestre. Ou andas desaparecido ou a dar no pito. Comé?